24 de novembro de 2021

Controle Fiscal e Tributário: conheça as suas principais diferenças e como eles impactam no seu negócio

Embora atividades bastante comuns e recorrentes nas empresas, é bastante comum a não compreensão das atividades referentes ao controle fiscal e tributário. 

Essa compreensão é necessária não apenas para facilitar a gestão do conhecimento de uma empresa, mas também é fortemente necessária para possibilitar sua otimização mais assertiva.

Embora facilmente confundidas, empresas que conseguem distinguir corretamente suas diferenças, largam na frente, conseguindo ter uma estruturação mais adequada e otimizada de seus processos internos.

Ter um limiar muito bem definido entre as atividades fiscal e tributárias possibilita um limite claro e a possibilidade de uma identificação mais eficiente de identificação de oportunidades de melhoria para estes processos.

Pensando nisso, escrevemos este conteúdo para ajudar você, que necessita entender as diferenças entre processos de controle fiscal e tributário e os utilizar de maneira mais estratégica para obter sucesso em seu negócio.

Faz sentido pra você? Boa leitura!

Leia também: Gestão de rotinas administrativas: saiba como potenciá-las de maneira promissora

O que é o controle fiscal?  

Embora seja um conceito simples, o controle fiscal é um tema bastante rico e profundo. 

O Brasil é um país que possui um código de leis  bastante extenso e de compreensão bastante complexa.

Afinal, com uma legislação tão complexa, e que vive em constante mudança, um departamento que cuide da atualização e controle da adequação em relação a essa legislação se faz amplamente necessário.

Este setor tem como responsabilidade vistoriar o recebimento de insumos de forma fiscal e física, até sua devida inserção e escrituração no sistema utilizado.

Sem esta atividade, todo o controle de recebimento de mercadorias e insumos fica comprometido e pode-se gerar futuros desconfortos para a gestão.

Além disso, este setor fica responsável por outras atividades, tais como:

  • Auditoria da documentação fiscal;
  • Análise de tributos como ISS, ICMS, PIS e IPI;
  • Atualização da legislação tributária;
  • Escrituração fiscal das atividades realizadas na empresa;
  • Lançamentos fiscais de entrada e saída;
  • Análise de dados cadastrais de fornecedores em relação ao controle fiscal.

O que é o controle tributário?

O controle tributário é responsável pelas atividades complementares ao departamento de controle fiscal, tais como:  gerir os tributos e possibilitar que a empresa exerça suas atividades fim.

Como abordamos anteriormente, enquanto o controle fiscal é responsável por escriturar todas as atividades em documentação fiscal, o controle tributário fará a apuração dos tributos de acordo com estes dados inseridos no sistema utilizado.

Mas se engana quem pensa que o controle tributário é responsável apenas por apurar e gerir os tributos necessários.

Ele deve acompanhar também as possíveis mudanças nas atividades realizadas e as adequar às obrigações impostas pelos âmbitos nacional, estadual e municipal.

É importante lembrar o papel de protagonista que este setor vem recebendo nas empresas brasileiras. 

Por possuir responsabilidades em relação aos impostos, contribuições e taxas, ele possui um papel primordial na administração destas obrigações e identificação de oportunidades de diminuição considerável da carga tributária 

Dentre algumas atividades comuns do controle tributário nas empresas temos:

  • Controle de prazos para os pagamentos necessários;
  • Apuração e preenchimento de guias de pagamento;
  • Planejamento tributário e identificação de oportunidades de redução de carga tributária;
  • Auxílio no registro contábil;

Diferenças entre controle fiscal e tributário

Neste momento, você provavelmente já consegue entender as diferenças entre estes dois importantes tipos de controle.

O controle fiscal tem como responsabilidades atividades mais ligadas à operação, que estão relacionadas ao cumprimento de obrigações fiscais necessárias para a empresa.

Enquanto o controle tributário tem como responsabilidades, o recolhimento das obrigações tributárias e pode atuar de forma mais estratégica para a empresa, atuando no planejamento tributário, analisando o caminho que mais se adequa à realidade da empresa.

Ambas atividades são indispensáveis e complementam-se, auxiliando-se mutuamente para o maior alcance de resultados da empresa.

Porém é necessário que ambas atividades atuem em sintonia, e haja a integração adequada entre estas atividades.

Com a integração assertiva, a gestão de informação entre estas áreas pode ser facilitada, permitindo o melhor desenvolvimento e identificação de oportunidades.

À medida que o controle fiscal faz a escrituração correta dos insumos no sistema, tendo a devida gestão de informação sobre elas, o controle tributário pode apurar corretamente os tributos a serem recolhidos.

Sendo esta apuração realizada de forma correta, o planejamento fiscal pode ser realizado de forma mais eficiente e pode-se identificar possíveis deduções e reduções benéficas para a saúde financeira de seu negócio.

Dica extra:

Para facilitar a execução do controle fiscal e tributário, uma possibilidade é o investimento em otimização de processos operacionais.

Uma dica é a utilização de um software especializado em automatização de rotinas fiscais e tributárias para o seu negócio.

Com um software especializado, você pode planejar e acompanhar todas as etapas da sua gestão tributária evitando dor de cabeça e imprevistos.

O software especializado permitirá organizar seus processos fiscais e tributários, planejando para que em cada operação seja registrada e facilmente gerida, permitindo que os gestores possam se ocupar em suas atividades fins no âmbito estratégico.

Nós da PAM atuamos desde 2016 no mercado, revolucionando a gestão de inúmeros empreendedores, onde alcançamos clientes em todos os estados do Brasil, simplificando a gestão de processos fiscais e tributários para o gestor.

Conclusão

Gostou do nosso conteúdo? Agora você sabe quais as diferenças entre controle fiscal e tributário e como eles podem ser ferramentas úteis para seu negócio!

Você aprendeu o que é controle fiscal, viu que ele consiste na gestão do controle  de entradas e saídas, inserção no sistema de mercadorias e na análise dos tributos necessários.

Aprendeu também o que é o controle tributário, que consiste nas atividades complementares às do controle fiscal, tais como o preenchimento das guias e o planejamento tributário da empresa.

Entendeu as diferenças claras entre ambos os controles, sendo o controle fiscal mais próximo da operacionalização, enquanto o tributário atua de maneira mais estratégica e a importância da integração entre ambos 

E viu com a ajuda de um software especializado, os controles fiscal e tributário, tão importantes na vida de uma empresa, podem ser simplificados, e com menor chance de desconfortos!

Está pensando em automatizar sua gestão tributária? entre em contato conosco que tiraremos suas dúvidas!

Quer saber mais como a PAM pode te ajudar? Realize uma demonstração gratuita!

Início Blog

Posts recentes

Destaques

24 de novembro de 2021

Controle Fiscal e Tributário: conheça as suas principais diferenças e como eles impactam no seu negócio

Embora atividades bastante comuns e recorrentes nas empresas, é bastante comum a não compreensão das atividades referentes ao controle fiscal e tributário. 

Essa compreensão é necessária não apenas para facilitar a gestão do conhecimento de uma empresa, mas também é fortemente necessária para possibilitar sua otimização mais assertiva.

Embora facilmente confundidas, empresas que conseguem distinguir corretamente suas diferenças, largam na frente, conseguindo ter uma estruturação mais adequada e otimizada de seus processos internos.

Ter um limiar muito bem definido entre as atividades fiscal e tributárias possibilita um limite claro e a possibilidade de uma identificação mais eficiente de identificação de oportunidades de melhoria para estes processos.

Pensando nisso, escrevemos este conteúdo para ajudar você, que necessita entender as diferenças entre processos de controle fiscal e tributário e os utilizar de maneira mais estratégica para obter sucesso em seu negócio.

Faz sentido pra você? Boa leitura!

Leia também: Gestão de rotinas administrativas: saiba como potenciá-las de maneira promissora

O que é o controle fiscal?  

Embora seja um conceito simples, o controle fiscal é um tema bastante rico e profundo. 

O Brasil é um país que possui um código de leis  bastante extenso e de compreensão bastante complexa.

Afinal, com uma legislação tão complexa, e que vive em constante mudança, um departamento que cuide da atualização e controle da adequação em relação a essa legislação se faz amplamente necessário.

Este setor tem como responsabilidade vistoriar o recebimento de insumos de forma fiscal e física, até sua devida inserção e escrituração no sistema utilizado.

Sem esta atividade, todo o controle de recebimento de mercadorias e insumos fica comprometido e pode-se gerar futuros desconfortos para a gestão.

Além disso, este setor fica responsável por outras atividades, tais como:

  • Auditoria da documentação fiscal;
  • Análise de tributos como ISS, ICMS, PIS e IPI;
  • Atualização da legislação tributária;
  • Escrituração fiscal das atividades realizadas na empresa;
  • Lançamentos fiscais de entrada e saída;
  • Análise de dados cadastrais de fornecedores em relação ao controle fiscal.

O que é o controle tributário?

O controle tributário é responsável pelas atividades complementares ao departamento de controle fiscal, tais como:  gerir os tributos e possibilitar que a empresa exerça suas atividades fim.

Como abordamos anteriormente, enquanto o controle fiscal é responsável por escriturar todas as atividades em documentação fiscal, o controle tributário fará a apuração dos tributos de acordo com estes dados inseridos no sistema utilizado.

Mas se engana quem pensa que o controle tributário é responsável apenas por apurar e gerir os tributos necessários.

Ele deve acompanhar também as possíveis mudanças nas atividades realizadas e as adequar às obrigações impostas pelos âmbitos nacional, estadual e municipal.

É importante lembrar o papel de protagonista que este setor vem recebendo nas empresas brasileiras. 

Por possuir responsabilidades em relação aos impostos, contribuições e taxas, ele possui um papel primordial na administração destas obrigações e identificação de oportunidades de diminuição considerável da carga tributária 

Dentre algumas atividades comuns do controle tributário nas empresas temos:

  • Controle de prazos para os pagamentos necessários;
  • Apuração e preenchimento de guias de pagamento;
  • Planejamento tributário e identificação de oportunidades de redução de carga tributária;
  • Auxílio no registro contábil;

Diferenças entre controle fiscal e tributário

Neste momento, você provavelmente já consegue entender as diferenças entre estes dois importantes tipos de controle.

O controle fiscal tem como responsabilidades atividades mais ligadas à operação, que estão relacionadas ao cumprimento de obrigações fiscais necessárias para a empresa.

Enquanto o controle tributário tem como responsabilidades, o recolhimento das obrigações tributárias e pode atuar de forma mais estratégica para a empresa, atuando no planejamento tributário, analisando o caminho que mais se adequa à realidade da empresa.

Ambas atividades são indispensáveis e complementam-se, auxiliando-se mutuamente para o maior alcance de resultados da empresa.

Porém é necessário que ambas atividades atuem em sintonia, e haja a integração adequada entre estas atividades.

Com a integração assertiva, a gestão de informação entre estas áreas pode ser facilitada, permitindo o melhor desenvolvimento e identificação de oportunidades.

À medida que o controle fiscal faz a escrituração correta dos insumos no sistema, tendo a devida gestão de informação sobre elas, o controle tributário pode apurar corretamente os tributos a serem recolhidos.

Sendo esta apuração realizada de forma correta, o planejamento fiscal pode ser realizado de forma mais eficiente e pode-se identificar possíveis deduções e reduções benéficas para a saúde financeira de seu negócio.

Dica extra:

Para facilitar a execução do controle fiscal e tributário, uma possibilidade é o investimento em otimização de processos operacionais.

Uma dica é a utilização de um software especializado em automatização de rotinas fiscais e tributárias para o seu negócio.

Com um software especializado, você pode planejar e acompanhar todas as etapas da sua gestão tributária evitando dor de cabeça e imprevistos.

O software especializado permitirá organizar seus processos fiscais e tributários, planejando para que em cada operação seja registrada e facilmente gerida, permitindo que os gestores possam se ocupar em suas atividades fins no âmbito estratégico.

Nós da PAM atuamos desde 2016 no mercado, revolucionando a gestão de inúmeros empreendedores, onde alcançamos clientes em todos os estados do Brasil, simplificando a gestão de processos fiscais e tributários para o gestor.

Conclusão

Gostou do nosso conteúdo? Agora você sabe quais as diferenças entre controle fiscal e tributário e como eles podem ser ferramentas úteis para seu negócio!

Você aprendeu o que é controle fiscal, viu que ele consiste na gestão do controle  de entradas e saídas, inserção no sistema de mercadorias e na análise dos tributos necessários.

Aprendeu também o que é o controle tributário, que consiste nas atividades complementares às do controle fiscal, tais como o preenchimento das guias e o planejamento tributário da empresa.

Entendeu as diferenças claras entre ambos os controles, sendo o controle fiscal mais próximo da operacionalização, enquanto o tributário atua de maneira mais estratégica e a importância da integração entre ambos 

E viu com a ajuda de um software especializado, os controles fiscal e tributário, tão importantes na vida de uma empresa, podem ser simplificados, e com menor chance de desconfortos!

Está pensando em automatizar sua gestão tributária? entre em contato conosco que tiraremos suas dúvidas!

Quer saber mais como a PAM pode te ajudar? Realize uma demonstração gratuita!

Início Blog

Posts recentes

Destaques

Downloads